Menu

17 de julho de 2016

Meu mundo em palavras


     Eu tenho tanta coisa na minha cabeça agora. Milhares de palavras estão presas na minha garganta sem que eu consiga colocá-las pra fora. É doloroso, juntar tantos pensamentos, mas não conseguir dizê-los a ninguém. Então, tentando buscar um pouco de alívio, eu escrevo.

     Eu digito, paro, leio, penso, reflito e deixo pra lá. Aí eu pego, releio, rabisco, repenso, reescrevo e deixo pra lá mais um pouco. Eu faço isso dezenas de vezes, buscando melhores palavras e expressões mais precisas. Então eu apenas paro e olho, procurando a simetria nos parágrafos.

     Um parágrafo muito grande e outro muito pequeno não dá, né? E quando a frase é grande demais, ou pequena, e não consigo achar o melhor lugar para a bendita vírgula? Deus, que vontade de tacar um dane-se e deixar de qualquer jeito... Imagina se eu tivesse que falar tudo isso!

     Eu olho mais um pouco, vendo se consegui fazer um pouquinho de sentido. Enfeito, coloco em negrito e itálico... Tento deixar bonito, mas não muito pessoal, o meu desabafo, pensamento, reflexão, ou a minha imaginação boba que cria um tanto de coisa que nem sei porque.

     E aí eu publico, deixo a disposição de pessoas estranhas os meus pensamentos e medos mais íntimos, disfarçados de alguma coisa, fingindo ser outra... Eu escrevo o que de alguma forma me invadiu e eu não consegui dizer. E aquilo que eu tanto segurei fica aí, jogado e enfeitado, pra quem quiser olhar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...