Menu

26 de março de 2014

Tic Tac, o tempo esta passando...

acordar preguiça desanimo tédio rotina

     Já ta pra fazer duas semanas que eu não posto aqui. Loucura como o tempo passa rápido, loucura como o tempo que passou já foi. Não há mais volta, nem como consertar ou fazer algo se ele foi perdido, em vão. Queria vir aqui e dizer que estou super atarefada, cheia de compromissos, a vida turbulenta me deixou sem tempo... Mas a verdade, daquelas que dói, é que tempo eu tive de sobra, só que deixei ele passar.
     As horas passando e parecia que não tinha nada pra eu fazer, sabe como é? Aí de noite, antes de dormir, eu planejei rotinas, fiz uma lista de coisas importantes, fiquei rolando na cama a noite, excitada pelo dia que estava por vir... Só pra ele vir e ir, sem eu nem sentir! Jogada na cama, desanimada e cheia de preguiça, cheia de "amanhã eu faço" ou "depois eu começo".
     Existe algum remédio pra esse tipo de coisa? Um animador, que deixe a gente disposto a ir lá e fazer acontecer? Que nos tire dessa zona de conforto, que é mais desconfortável que não sei o que? Se você souber desse remédio me manda, envia por sedex! Eu pago se for preciso, to pagando pra levantar e fazer acontecer. Algo que seja mais do que só a "vontade" porque é assim que eu ando ficando, só na vontade.
     Preciso respirar fundo, mas bem fundo mesmo, erguer a cabeça e fazer alguma coisa. Tenho tantos sonhos e planos, mas algo me trava ás vezes... Não sei se é medo de ir concretizando as coisas até chegar a hora de um sonho se tornar realidade. Porque da um friozinho na barriga, não dá? Depois de tantos devaneios saber que aquilo que tanto se quer, irá acontecer! Ui, que agonia... Agonia boa, mas agonia!
     Enfim (eu tenho uma coisa com essa palavra e SEMPRE quero finalizar as coisas com ela... Enfim!), to aqui só pra assumir essa fraqueza. Só pra dizer que esses dias todos eu to sem fazer nada, só planejando e imaginando e querendo. Precisei escrever isso pra ver se assim eu acordo, se me levanto. Vou me esforçar pra colocar tudo em pratica, tirar da minha cabeça e fazer de verdade. Porque eu quero conhecer o mundo inteiro e não posso permitir que um desanimo ou preguiça boba roube esse sonho de mim!

OBS: Incrível como colocar tudo isso pra fora, dar esse pequeno passo e fazer algo já me animou! 

14 de março de 2014

Um sonho chamado INTERCÂMBIO!

dreams
Se os seus sonhos não te assustam é porque eles não são grandes o bastante.

     Quando eu fiz o post 10 metas para 2014, o segundo item da minha lista foi "Me dedicar ao aprendizado da língua inglesa" e o sexto "Tirar meu passaporte". Essas duas metas visam uma meta maior, um sonho, que é o intercâmbio (como o título já diz). Tenho vontade de viajar pelo mundo inteiro, conhecer pessoas, culturas, idiomas e descobrir a mim mesma. Nem sei dizer ao certo quando essa vontade nasceu em mim, mas posso afirmar que, hoje, esse é o maior objetivo da minha vida.
     Eu só falo fluentemente o português, haha. Mas arranho um pouco no inglês e espanhol, e esse é um dos principais motivos para o intercâmbio. Além de ter que me virar sozinha, vou me conhecer e aprender inglês! E não sei, acho que longe de casa as coisas ficam melhores. Quando estamos perto de pessoas que conhecemos a vida toda, acaba existindo uma pressão, talvez até competição com alguns parentes. Isso não me faz bem. Agora, num intercâmbio, onde ninguém te conhece e nem tem expectativas, você pode ser quem você quiser... Pode ser até você mesmo!
     E se lá eu arranjar um emprego de garçonete, ótimo, to no lucro. Mas aqui, perto da família e parentes, parece que sempre temos que ser mais e melhor, sabe? Fulana trabalha no banco, Ciclano ganha não sei quanto, Beltrano ta naquela multinacional. Fica mais difícil você se encontrar quando parece que tem que ser melhor que alguém. Esse é um outro motivo pro intercâmbio, quero saber quem eu sou e acho que sem as vozes de outras pessoas, acaba ficando mais fácil ouvir a si mesmo!
     Faz um tempo que iniciei minhas pesquisas sobre intercâmbio, países, escolas, preços, agências. Esse fim de semana vão rolar duas feiras de intercâmbio por aqui (Salão do Estudante e EduExpo ), pretendo ir nelas e resolver de vez meu destino (ou complicar mais, haha). Assim que tudo tiver escolhido ficará muito mais fácil, saberei o quanto vou ter que juntar, minhas pesquisas serão mais específicas, etc.
     Estou com um misto de medo e alegria dentro de mim. Apesar de ter 23 anos ainda sou muito dependente dos meus pais, e  me imaginar sozinha, num país desconhecido que nem fala a minha língua, é algo muito grandioso. Enfim, tenho certeza que vai dar tudo certo, eu só preciso ter calma e ser firme!

12 de março de 2014

Sinto muito.


      Me desculpa. Pelas vezes que eu não dancei e nem sorri. Por todas as tardes que eu me tranquei no quarto e não quis me abrir. Alguns dias foram difíceis pra mim. Difíceis porque eu não conseguia saber quem eu sou ou o que se passava dentro de mim. Eu só via erros no reflexo do espelho e me faltava força para concertá-los.
      Eu queria ser melhor. Pra mim mesmo, mas também pra vocês. E para os outros. Meus sonhos e vontades sempre foram tão grandes dentro de mim e isso me dava medo, me paralisava. Então eu permaneci na inércia, completamente patética. Decepcionando aos outros, a vocês e também a mim mesma.
      Na escola era fácil ser das alunas mais inteligentes. Eu sabia o que deveria ser feito e conhecia todas as regras. Não havia surpresas e as decisões nunca couberam a mim. Mas agora parece que jogaram meu futuro inteiro em minhas mãos e eu não sei o que fazer com ele. Eu vejo as pessoas trilhando seus próprios caminhos e me pergunto como eles sabem o que fazer, ou que decisão tomar.
      Eu tenho que ser feliz, inteligente, linda, bem humorada, agradável. Eu preciso ter um bom emprego, dinheiro, independência, um namorado e selfies bonitas. Só que ninguém me disse como!
      Por isso quero pedir que me perdoem. É que sou toda perdida. Vivo cheia de cobranças, medos, quereres e confusão. E se eu cair, errar, falhar, perder? O hoje passou e eu fiquei chorando pelo amanha, sombrio e desconhecido.
      As vezes eu choro. As vezes eu me tranco. Eu não sorrio, nem danço. E o problema é comigo. Sou eu. Por isso me desculpe se alguma vez possa parecer que o problema são vocês. Prometo melhorar. Prometo ser mais do jeitinho que vocês querem e encontrar um meio termo, pra não deixar de ser eu mesma.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...